Testo


Namo Kuan Shih Yin Pu Sa
Fatima dos Anjos - Portal Arco Íris


Bem Vindos

Bem Vindos ao Portal Arco Íris - Kuan Yin

domingo, 13 de novembro de 2016

COMO SE EQUILIBRAR EM MEIO A GRANDES MUDANÇAS VIBRACIONAIS

 COMO SE EQUILIBRAR EM MEIO A GRANDES MUDANÇAS VIBRACIONAIS


Então antes de mais nada, vamos compreender o que é estar equilibrado.
Algo só está em equilíbrio, quando está em seu estado natural. Por mais que você não aceite isso, por mais que negue a realidade com todas as forças, és Deus, o Todo, e só estará realmente equilibrado, quando se sentir Ele.
E entenda: qualquer sentimento que alude a felicidade, a plenitude, se não oriundo da unificação com o Todo, não passa de um estado de falsa felicidade, fruto do cumprimento das exigências do ego, que por sua vez, não cansará de criar mais e mais exigências.
Nós somos uma nação planetária regida pelo ego. Em algum momento das nossas existências nos esquecemos da realidade, nos esquecemos do amor, e, assim, criamos todos os tipos de traumas, todo sofrimento, todo medo.
Então para se equilibrar, é preciso se autoconhecer. Somente olhando para si, somente se observando, é que se pode ter clareza das origens do seu não-amor, do momento no qual você se equivocou e deixou que o medo fizesse frente à realidade, dando ouvidos ao ego.
Agora vamos entrar na outra parte da questão, que diz respeito as grandes mudanças vibracionais.
Nosso querido planeta, a mãe Terra, foi criado para servir de escola primária para consciências que estão no início de sua jornada espiritual. E foi com esse propósito que ela serviu ao Todo durante esses bilhares de anos.
Acontece que tudo que existe está em evolução, e, com nossa casa, não é diferente. Isso quer dizer que a Terra está em ascensão, o que, tecnicamente falando, significa um salto dimensional. O período de escola primária, a permanência na terceira dimensão, dará lugar a um novo patamar evolutivo, uma nova escola, agora de ensino médio, de quarta e quinta dimensões.
Tudo que existe é feito de átomo, e, todo átomo, tem uma frequência de vibração. Nossa realidade está estruturada em dimensões, sendo que, cada dimensão, corresponde a uma faixa de frequência de vibração. A única maneira de aumentar a frequência, é o amor. Então quanto menor a dimensão, mais densa ela será, e, os seres que a compõe, menos evoluídos. Quanto maior, mais sútil, logo, mais evoluídos.
Para quem tem olhos de ver, é perceptível que estamos passando por um momento histórico. Estamos vivenciando o que Jesus, o Cristo cósmico, denominou de fim dos tempos. E o fim dos tempos nada mais é que o salto dimensional que tá rolando a todo vapor.
É de extrema necessidade que se entenda isto: há dois mil anos não dava para falar de átomo, dimensões, faixas de frequência, etc. Foi preciso usar metáforas, parábolas, formas de se comunicar que transmitisse a informação. Tudo que foi dito por Jesus é pura mecânica quântica, com uma roupagem, um linguajar, compatível com a época.
Temos sete corpos, todos formados por átomos, ou seja, estamos vibrando e temos uma frequência. O tão famoso separar o joio do trigo nada mais é que a separação eletromagnética que haverá entre os habitantes da Terra. São nossos pensamentos e sentimentos que determinam nossa frequência, e, quem manter seus pensamentos e sentimentos nas faixas da quarta e quinta dimensões, irá permanecer na Terra. Quem estiver vibrando na faixa da terceira dimensão, irá continuar sua jornada na terceira dimensão de outro planeta, já que a vida na Terra da terceira dimensão está com seus dias contados.
Esse é o cenário em que você se encontra: com alguns traumas, medos e culpas que te impedem de lembrar quem realmente é, e, de pano de fundo, a transição planetária potencializando todo esse momento.
Só que existe um detalhe, você está despertando.
Vivemos em uma sociedade onde para ser aceito, para ser considerado normal, você deve viver dentro de um “cercadinho” composto por uma série de crenças que dão origem ao paradigma vigente. Acontece que toda limitação, todo “cercadinho”, é um não-amor, pois, no amor, não existem limitações, não existem imposições, e, você, percebeu isso.
A partir do momento que se toma essa consciência, automaticamente, você estará rompendo as barreiras do “cercadinho”. Assim que isso acontecer, todas as luzes serão voltadas para você. A forma como a sociedade está estruturada, o “cercadinho”, é mantido pelas crenças das pessoas que o compõe, são elas as polícias do paradigma não-real que vivemos.
Isso quer dizer que: assim que você iniciar seu despertar, assim que você romper as barreiras, é praticamente inevitável que exista um julgamento por parte de alguém que esteja do lado de dentro da cerca, seja ele um amigo, parente, ou a própria sociedade como coletivo.
E é nesse momento que precisamos agir com calma, com muita paciência, e, acima de tudo, com compaixão.
É preciso compreender que, dentro da cabeça deles, ainda existe o paradigma velho rodando. Eles não estão te julgando por “maldade”, eles apenas ainda ignoram a realidade, ignoram o amor. E para mudarmos esse cenário, não existe outra solução a não ser amor incondicional.
A reação natural do recém desperto é querer mudar todas as pessoas ao seu redor. O que é compreensível, pois, ao termos a real noção do quanto estamos vivendo fora do amor incondicional, ao se enxergar minimamente isso, a vontade que impera é a de levar essa informação, e mais, esse sentimento, aos nossos entes queridos.
E é nesse excesso de vontade que acabamos forçando a barra, o que, muitas vezes, acaba gerando um afastamento do assunto que está sendo transmitido. Por isso é preciso ter paciência, é preciso compreender que cada um tem seu tempo, cada um assimilará a informação na sua hora. Mantenha a certeza do amor dentro de você e aguarde, o despertar é inevitável, apenas tenha paciência, apenas desfrute o caminhar.
É preciso que se entenda isso: existe entre nós e as pessoas que mais gostamos, as mais próximas mesmo que não fisicamente, um intenso duto energético onde trocamos informações. Sempre que você pensa em uma determinada pessoa, a partir desse momento, o que você estiver sentindo será enviado ao remetente.
Agora imaginem a situação: a pessoa está despertando, logo, seus assuntos de interesse estão mudando, o foco está sendo direcionado para outras frentes. De futebol, novela, relacionamentos e trabalho, passamos para transição planetária, meditação, autoconhecimento e extraterrestres.
Esses são seus assuntos do momento, então é normal que você queira abordá-los no seu dia-a-dia. Assim que surge a primeira oportunidade, você comenta com alguém da sua família sobre seus novos estudos, seus novos interesses. A chance dessa pessoa pensar que você está ficando louco é muito grande. E mesmo que não te ache louco, a probabilidade de emanar medo nesse momento é praticamente 100%.
Agora vamos a realidade: assim que o ente querido pensar em você e emanar medo, ele estará te oferecendo medo através do duto energético. É óbvio que ele não faz isso de propósito, isso nunca mais será repetido assim que ele tomar consciência.
Uma vez que isso ocorre, é com você. Se você aceitar o medo, se você pegá-lo para si, além de abaixar sua vibração, você estará respondendo ao seu familiar com medo, o que fará com que aumente ainda mais o medo dele, gerando assim um ciclo exponencial de medo.
Se você se manter consciente, observando, irá compreender que o medo dele é do desconhecido, pois, na maioria dos casos, as pessoas não possuem conhecimento nenhum sobre o assunto, elas são completas ignorantes sobre o tema. Pratique a compaixão, perdoe, sirva como fonte de informação para o próximo, esteja disponível para ajudá-lo, sem forçar, e mais importante, sem mudar sua opinião, sem trocar o medo do desconhecido pelo medo de não ser aceito.
É preciso viver o amor incondicional. É fácil enviarmos sentimentos positivos a quem nos envia sentimentos positivos, não exige esforço, não exige atenção. Contra você estará a mente, sempre que alguém lhe enviar algo de negativo ela falará: não deixa quieto não, deseje coisas ruins para ele também, você não pode deixar barato.
É nessa hora que temos que nos manter atento, nos mantermos no amor. Todo sentimento negativo que nos é enviado, é fruto de uma ignorância ao amor. Se respondermos esse sentimento com outro negativo, estaremos sendo tão ignorantes quanto. Se nos mantermos no amor, estaremos elevando nossa vibração, e, consequentemente, enviando bons sentimentos para todos ao nosso redor, isso é amar incondicionalmente.
E além da compaixão, é hora de desapegar, é hora de soltar.
Toda vez que você não estiver atento, toda vez que você não estiver observando, suas decisões serão tomadas pelo inconsciente. E no seu inconsciente, estará “rodando” os padrões que compõem o local.
Nas grandes cidades como São Paulo, por exemplo, muitas pessoas trabalham muitas horas por dia, isso faz com que elas se sintam cansadas, estressadas, logo, todo esse estresse fica registrado no campo energético da cidade. Existe muito trânsito, assim, muitas pessoas acabam entrando nas energias da raiva, da impaciência, que também ficam registradas no campo. É um lugar com um histórico de violência, dessa forma, a energia do medo e da insegurança são emanadas o tempo todo, mais vibrações negativas pro inconsciente coletivo.
O que quero dizer é: se você não estiver consciente, estará vulnerável ao inconsciente coletivo, e, nesse caso, os sentimentos que serão oferecidos serão os de baixa frequência como: medo, raiva, insegurança, etc.
É preciso se manter vigilante, é preciso questionar o tempo inteiro as origens dos seus sentimentos. São frutos dos seus pensamentos, ou dos pensamentos sugeridos pelo inconsciente coletivo? Fique atento!
Agora se observe, você não está feliz em seu trabalho, muitas vezes não pelo que se está fazendo, e sim, como está fazendo. As energias da competição, do interesse pessoal, da injustiça, não fazem mais parte do hall de frequências que você quer cultivar.
Sua roda de amigos não tem mais aquele brilho, os assuntos lá debatidos, os objetivos que eles estão buscando, não condizem mais com o que seu coração está dizendo.
Você se sente um peixe fora da água. A forma de pensar das pessoas ao seu redor, a visão de mundo que elas possuem, não te representam mais. Você está despertando, compreendendo que, na verdade, você nunca foi peixe, e, a água, nunca foi sua casa. Chegou a hora da mudança, de dizer não para o velho e abraçar o novo, um novo mundo, uma Nova Era.
É hora de soltar o trabalho, soltar os amigos, soltar a família.
Não caia na tentação da mente de associar o soltar com algum tipo de abandono, com algo ruim. Você só conseguirá enviar amor ao próximo, quando deixar o amor se fazer em você. E para isso acontecer, é preciso que exista um ambiente favorável.
Se reconecte com a mãe Terra, busque novamente uma vida alinhada com a natureza. Procure a vida em comunidade, procure os movimentos que já estão ocorrendo. Existem muitas ecovilas e comunidades nascendo e se sustentando a todo tempo. Vá dividir seu momento com quem está na mesma busca que você, vá procurar sua turma.
A vida na cidade grande foi estruturada para te limitar, para te deixar cansado, vibrando baixo, doando sua energia vital para propósitos negativos. E entenda: eu não estou dizendo que é impossível evoluir na cidade, o que quero dizer é que você estará em um local que foi pensado, planejado, para abaixar sua vibração. Se você estiver consciente disso e ser capaz de observar cada pensamento que vem em sua mente, verificar sua origem, se veio da consciência ou do inconsciente coletivo, será possível se manter no amor, mas para isso, terá um custo energético extremamente elevado.
Para enviarmos amor para nossa família, nossos amigos, é preciso que estejamos vibrando o amor. E isso independe da proximidade física que nos encontremos. Se para estar bem, para estar vibrando alto, for necessária a separação física dos entes queridos, faça-a já.
Nessas horas a mente irá jogar sujo. Ela irá lhe propor sentimentos como a ingratidão, o abandono, fazendo com que você, ao acreditar, se mantenha onde está, em uma vida que não lhe traz felicidade, enviando a todos ao seu redor, sentimentos de baixa vibração. Esse é o objetivo dela.
Não caia na conversa da mente, mantenha-se na lógica do amor. Faça o necessário para estar bem, crescendo, evoluindo, pois, somente assim, será possível presentear quem amamos com nosso verdadeiro amor, o amor incondicional.
Queridos trabalhadores de Luz, vocês chegaram ao Despertando e isso quer dizer que vocês estão acordando. Serão vocês os habitantes da nova Era, da quarta e quinta dimensões.
Não tenham medo da mudança, vocês já sentiram o chamado. Sigam vossas intuições, sigam o coração.
Busque conhecimento, emita amor, seja Luz.

 http://www.despertando.com.br/





3 comentários:

  1. Lindo..gostei muito do texto..bem explicado e de facil entendimento

    ResponderExcluir
  2. Gostei!!!
    Sucinto,esclarecedor e simples.

    ResponderExcluir
  3. Gostei!!!
    Sucinto,esclarecedor e simples.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...