Testo


Namo Kuan Shih Yin Pu Sa
Fatima dos Anjos - Portal Arco Íris


Bem Vindos

Bem Vindos ao Portal Arco Íris - Kuan Yin

quarta-feira, 31 de maio de 2017

Bodhichitta é a verdade essencial, universal.

Bodhichitta é a verdade essencial, universal.

Por Lama Tubten Yeshe
de Ensinamentos do Budismo Tibetano.

Esse pensamento puríssimo é o desejo e a vontade de levar todos os seres sensíveis à realização do seu mais elevado potencial: a iluminação.
O bodhisattva vê a natureza cristalina que há em cada um de nós e, ao reconhecer a beleza do potencial humano, sempre demonstra respeito.
Para a mente rude, seres humanos são como ervas, algo para ser usado. "Ah, ele não significa nada para mim. Os seres humanos não representam nada para mim."
Todos tentamos nos aproveitar dos outros, tirar proveito em causa própria. O mundo inteiro está construído sobre o apego. Países grandes oprimem países pequenos, crianças maiores roubam balas de crianças menores, maridos aproveitam-se de suas mulheres. Torno-me amigo de alguém porque essa pessoa talvez me seja útil. O mesmo acontece com o resto do mundo. Namorados, namoradas; todos querem alguma coisa.

segunda-feira, 29 de maio de 2017

OS SETE ENSINAMENTOS DO LIVRO TIBETANO DO VIVER E DO MORRER

OS SETE ENSINAMENTOS DO LIVRO TIBETANO DO 
VIVER E DO MORRER
por Sogyal Rinpoche

Na história da humanidade, sempre houveram muitos documentos e instruções que foram descobertas, mas nós agora lidamos com um problema: qual deles seguir? Bem, isso, cada um de nós precisará decidir por qual destino gostaria de seguir. De qualquer modo, esses antigos Ensinamentos Tibetanos irão simplificar um pouco sua vida.
Muitos pesquisadores e filósofos já anotaram, escreveram e tipificaram o que eles achavam que deveria ser feito aqui e porquê estamos aqui, em primeiro lugar. Muitas pessoas, na Era do Transcendentalismo tentaram tornar a vida mais fácil, e destacaram as necessidades básicas da vida. É uma tendência que parece nunca diminuir, e há vários tons de diferentes algoritmos, criados para informar, no tocante a proposta de uma vida mais simples.

sexta-feira, 26 de maio de 2017

O CAMINHO DO CORAÇÃO

“O que poderia ser a voz do coração? Como poderíamos reconhe­cê-la e acessá-la, em nossas experiências individuais? Quais são e de onde vêm as vozes que atualmente escutamos em nossas caminhadas por este planeta Terra? Certamente, que todos nós escutamos vozes. Sejam as nossas mes­mas ininterruptamente, ocupando as nossas mentes em análises e pen­samentos que preenchem grandes partes de nossas vidas. Sejam as que vêm do mundo externo, através dos outros seres humanos ou mesmo dos diversos elementos que compõem as realidades que vivenciamos. Há vozes fluindo por toda a nossa experiência terrestre.

Dizem alguns sábios, que mesmo no silêncio profundo há a presença da voz mais ele­vada da Fonte que tudo cria em comunicação permanente conosco. Precisaríamos reservar um bom tempo de nossas vidas para nos dedicarmos a um diagnóstico preciso sobre qual é a verdadeira voz de nossos corações.

domingo, 14 de maio de 2017

FELIZ DIA DAS MÃES

Bom dia Família Cósmica!
Feliz dia das Mães para todas as Mães e Filhos!
Não existe mãe sem filho.
Abraço para todos!
Fatima dos Anjos

quinta-feira, 11 de maio de 2017

HOMENAGEM AO DIA DAS MÃES


Obrigado Senhor
Obrigado , Senhor , pela mãe que você me deu ...... por todas as Mães do mundo... pelas mães brancas , de pele alvinha ...... pelas pardas , morenas ou bem pretinhas ...... pelas ricas e pelas pobrezinhas ...... pelas mães - titias , pelas mães -vovós , pelas madrastas -mães , ... pelas professoras - mães ...... pela mãe que embala ao colo o filho que não é seu ...... pela saudade querida da mãe que já partiu ...... pelo amor latente em todas as mulheres , que desperta ao sentir desabrochar em si uma nova vida ...... pelo amor , maravilhoso amor que une mães e filhos ...Eu lhe agradeço , Senhor !

Feliz dia das Mães Amada Família Cósmica do Portal Arco Íris !!!

108 GLÓRIAS DE KUAN YIN

Como precisamos viver em estado de prece e vibração elevada. Desenvolver em nossos corações o amor por todas e qualquer ser vivo, de todos os reinos da criação.

Que a Senhora da compaixão e Misericórdia interceda e proteja todos nós.

 Salve,

NAMO KUAN SHIH YIN PU SA

 Senhora, Mãe da Misericórdia, estende tuas mãos e ampara-me.

Alivia meu coração, acolhe minhas lágrimas, que tão doloridas caem, molham o meu rosto e entristecem minha alma.

Kuan Yin sobre o Dragão


Kuan Yin sobre o Dragão
Kuan Yin também é conhecida como a bodhisattva protetora de P'u-t'o Shan, senhora do Mar do Sul e protetora dos pescadores. Como tal, ela é mostrada cruzando o mar sentada ou em pé sobre um lótus ou com seus pés na cabeça de um dragão.

Como Avalokitesvara, ela também é descrita com mil braços e números variados de olhos, mãos e cabeças, às vezes com um olho na palma de cada mão, e é chamada "bodhisattva de mil braços, de mil olhos". Nessa forma ela representa a mãe onipresente, olhando simultaneamente em todas as direções, sentindo as aflições da humanidade e estendendo seus muitos braços para as aliviar com expressões infinitas de sua misericórdia.

Os símbolos característicos associados a Kuan Yin são um galho de salgueiro, com o qual ela esparge o néctar divino da vida; um vaso precioso, simbolizando o néctar da compaixão e da sabedoria, traços do
bodhisattva; uma pomba representando a fecundidade; um livro ou um pergaminho de orações que ela segura em sua mão, simbolizando o dharma (ensinamentos) do Buda ou o sutra (texto budista) o qual Miao Shan, dizia-se, recitava constantemente; e um rosário adornando seu pescoço, através do qual ela clamava aos Budas por socorro.

Imagens de Avalokitesvara freqüentemente mostram-na segurando um rosário; descrições de seu nascimento afirmam ter ela nascido com um rosário cristalino branco em sua mão direita e uma flor branca de lótus na esquerda. É ensinado que as contas do rosário representam todos os seres vivos e o manuseio delas simboliza que Avalokitesvara os está conduzindo para fora de seu estado de miséria e da roda de repetidos renascimentos para o nirvana.

Hoje Kuan Yin é reverenciada por taoístas e também pelos budistas Mahayana - especialmente em Taiwan, Japão e Coréia, e novamente em sua pátria, a China, onde a prática do Budismo havia sido suprimida durante a Revolução Cultural comunista (1966-69). Ela é a protetora das mulheres, dos
marinheiros, dos comerciantes, dos artesãos e daqueles que se encontram sob perseguição

sábado, 6 de maio de 2017

MOTIVAÇÃO PURA

Motivação pura
Nossa primeira preocupação tende a ser nossa própria busca por felicidade e nossas tentativas de escapar do sofrimento. Mas se você recuar e ver a si como apenas um entre toda uma infinidade de seres sencientes, seus desejos e medos individuais começam a parecer insignificantes em comparação. Exatamente como você quer ser feliz, assim também o quer cada um de todos esses seres. Mas na busca pela felicidade, quase tudo que eles fazem apenas resulta em sofrimento.

Chenrezig, o Buda da Compaixão, e as 6 Paramitas

Chenrezig, o Buda da Compaixão, e as 6 Paramitas
Chenrezig é uma deidade com um corpo branco e quatro, e as vezes mil, braços. Ele é uma deidade por quem os tibetanos tem uma devoção especial e cuja meditação é praticada também por muitos ocidentais.

Primeiramente, nós necessitamos compreender que Chenrezig é uma aparência, uma manifestação divina, tal como uma essência, uma realidade interna. A aparência de Chenrezig é o símbolo de sua essência manifestada. Com esta aparência nós podemos nos aproximar da essência amorosa e compassiva de Chenrezig.

Chenrezig está dentro de nós porque o amor e a compaixão não são qualidades adicionadas à mente. Estas qualidades são parte do estado desperto da mente, mesmo que no momento este estado exista somente como um potencial em nós.



Cada pessoa cujo coração é movido pelo amor e pela compaixão, que age profunda e sinceramente pelo benefício de todos, sem interesse para a fama, o lucro, a posição social ou reconhecimento, expressam a atividade de Chenrezig. (Mas até mesmo as pessoas que desejam ser assim, compassivas e amorosas, podem pedir auxilio a Chenrezig, mesmo que ainda sejam raivosas, inseguras, irritadiças e/ou melancólicas.)

O amor e a compaixão são os sinais verdadeiros que revelam a presença de Chenrezig. A mente amorosa de Chenreig pode atuar na forma de uma pessoa, um animal, uma planta, uma ideia, uma situação, uma intuição, uma inspiração. Sempre atuando na direção do amor e da compaixão.

quarta-feira, 3 de maio de 2017

AS 108 GLÓRIAS DE KWAN YIN


As 108 glórias a Kwan Shih Yin


1. SALVE KWAN SHIH YIN PU`SA

2. SALVE KWAN SHIH YIN REFÚGIO DOS SERES SENSITIVOS

3. SALVE KWAN SHIH YIN JÓIA QUE COLMA OS DESEJOS

4. SALVE KWAN SHIH YIN ALEGRIA DAS QUE QUEREM SER MÃES

5. SALVE KWAN SHIH YIN REDENTORA DE NOSSO KARMA

6. SALVE KWAN SHIH YIN QUEM NOS LIBERA DA DESGRAÇA

7. SALVE KWAN SHIH YIN FONTE DE SAÚDE

8. SALVE KWAN SHIH YIN A AMADA

9. SALVE KWAN SHIH YIN A MISERICORDIOSA

10. SALVE KWAN SHIH YIN A QUE AUMENTA O AMOR

COMO LIDAR COM AS EMOÇÕES

Antes que possamos estender nossa compaixão aos outros, temos que primeiro estendê-la a nós mesmos. Como fazemos isso ? Temos que olhar para a nossa mente e reconhecer como as nossas expressões neuróticas – os nossos pensamentos confusos e emoções perturbadoras – estão na verdade, ajudando-nos a acordar. Nossa agressão pode nos ajudar a desenvolver clareza e paciência. Nossa paixão pode nos ajudar a abandonar apegos e ser mais generosos. Basicamente, uma vez que reconhecemos que essa mesma mente é a mente da compaixão e do despertar, podemos valorizá-la e assim, confiar em nossa capacidade de trabalhar com ela. Ela é, no fim das contas, uma boa mente, uma mente que nos levará à iluminação. Quando compreendemos isso, começamos a abandonar nossa atitude anterior, de repulsa às nossas emoções.

A SEMENTE DA RAIVA - THICH NHAT HAHN

A SEMENTE DA RAIVA - THICH NHAT HAHN
No momento em que você sente raiva, você tem a tendência de acreditar que seu sentimento foi criado por outra pessoa.

Você culpa esta pessoa por todo o seu sofrimento. Mas, ao fazer um exame profundo, você talvez perceba que a semente da raiva que existe em você é a principal causa do seu sofrimento.

Muitas outras pessoas, quando confrontadas com a mesma situação, não ficariam com a raiva com que você fica. Elas ouvem as mesmas palavras, presenciam a mesma situação, mas são capazes de permanecer mais calmas, sem se deixar afetar tanto pelas circunstâncias. Por que você se enraivece com tanta facilidade?

Talvez isso aconteça porque a semente da raiva é muito forte, a semente dela pode ter sido regada no passado com excessiva frequência. Todos temos uma semente da raiva nas profundezas da nossa consciência. No entanto, em alguns de nós, esta semente é maior do que nossas outras sementes, como a do amor e a da compaixão.

Quando começamos a cultivar a energia da plena consciência, a primeira coisa que percebemos com clareza é que a principal causa do nosso sofrimento, da nossa aflição, não é a outra pessoa, e sim a semente da raiva que existe em nós.

Nesse momento, paramos de considerar a outra pessoa culpada do nosso sofrimento. Compreendemos que ela é apenas uma causa secundária.

Você sente um enorme alívio ao descobrir isso e começa a se sentir muito melhor. Mas a outra pessoa pode ainda estar sofrendo porque não aprendeu a cuidar da própria raiva. Quando isso acontece, está na hora de ajudar o outro.

Quando não sabemos lidar com o nosso sofrimento, deixamos que ele se derrame sobre as pessoas que estão em volta. Quando você sofre, faz com que as pessoas ao seu redor também sofram. Isso é bastante natural.
É por esse motivo que temos que aprender a lidar com o nosso sofrimento, para não o espalharmos em torno de nós.


Thich Nhat Hahn

NÃO IGNORE A IMPERMANÊNCIA


Mais uma vez, não ignore a impermanência.
O que quer que pareça ser prioritário em sua vida é, na realidade, bastante temporário.
Vem e vai. Nada é confiável.
Nascemos sós e nus.
Conforme a nossa vida se desenrola, passamos por todas as situações possíveis: necessitar, possuir, perder, sofrer, chorar, tentar… mas depois morremos, e morremos sós. Não fará a menor diferença se fomos ricos ou pobres, conhecidos ou desconhecidos.
A morte é o grande nivelador. Em um cemitério, todos os corpos são semelhantes.
O nosso relacionamento com os outros é como o encontro casual de dois estranhos em um estacionamento.
Olham um para o outro, sorriem e isso é tudo o que acontece entre eles.
Vão embora e nunca mais se vêem.
Assim é a vida – apenas um momento, um encontro, uma passagem, e depois acaba.
Se você compreender isso, não há tempo para brigas.
Não há tempo para discussões.
Não há tempo para mágoas mútuas.
Quer pense nisso em termos de humanidade, nações, comunidades ou indivíduos, não sobra tempo para mais nada a não ser apreciar verdadeiramente a breve interação que temos uns com os outros.

Chagdud Tulku Rinpoche
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...