Testo


Namo Kuan Shih Yin Pu Sa
Fatima dos Anjos - Portal Arco Íris


Bem Vindos

Bem Vindos ao Portal Arco Íris - Kuan Yin

terça-feira, 1 de novembro de 2016

CANÇÃO DE LÓTUS

CANÇÃO DE LÓTUS

De origem tibetana, muito antiga, essa é a mais completa das práticas que conhecemos para trabalhar todas as nossas possibilidades internas ao mesmo tempo, de forma harmônica e equilibrada. Num primeiro momento, esse exercício equilibra o funcionamento dos chakras; depois, num segundo momento, esse exercício começará a despertar as possibilidades e potenciais ocultos de cada centro magnético.

A Canção de Lótus é um verdadeiro hino de exaltação da vida. Cada som é um expoente de luz por menor que seja o poder mágico de nosso verbo. Havendo luz, não haverá trevas. À medida em que as trevas se dissipam, mais luz nos será dada. Assim, com paciência e persistência, iremos construindo (ou reconstruindo) nosso Reino Interno.
A canção de lótus, preferencialmente, deve ser realizada ao amanhecer, nesta seqüência e da seguinte forma:

1. Sente-se comodamente numa cadeira. Se preferir, deite-se em decúbito dorsal. Relaxe o corpo. Sinta que desde o Mais Alto, do Absoluto, emana uma luz, uma energia poderosa, de cor dourada, refulgente, que penetra pelo alto da cabeça, no Chakra Occipital, inundando o Lótus Sahasrara e purificando suas mil pétalas, onde se reflete o mundo da verdade eterna. Essa energia, do mais puro amor proveniente do Absoluto, expande-se agora para além do Lótus Sahasrara, fazendo vibrar intensamente cada átomo de cada célula da região da cabeça, elevando sua vibração. Mantenha esse quadro, avive esse quadro por uns quantos minutos enquanto estiver vocalizando o poderoso mantra AUM, pelo menos por sete vezes, assim: AAAAAAA-UUUUUUU-MMMMMMM.

2. Em seguida, canalize essa energia, essa luz celeste de puro amor e consciência para o Lótus Ajna, inundando suas 96 pétalas em focos de luz azul-safira, despertando a clarividência e os poderes da mente. A luz dourada, proveniente do Absoluto, que já inundou o Lótus de Sahasrara, agora se expande e inunda também todo o Lótus de Ajna, levando amor e consciência para os incontáveis átomos de inteligência que moram nessa região. Mantenha esse quadro, avive esse quadro por uns quantos minutos enquanto estiver vocalizando o poderoso mantra OM, pelo menos por sete vezes, assim: OOOOOOOMMMMMMM.

3. Agora vamos fazer com que essa luz dourada desça de Ajna para Vishudda, na garganta, fazendo luzir e brilhar suas 16 pétalas azuis celestes. Vishudda é a porta de libertação, a entrada da sabedoria divina, o centro do poder da palavra e do verbo. Vamos fazer agora com que essa luz dourada se expanda e inunde todo o Lótus Vishudda, toda a região da laringe, impregnando todos os átomos dessa região e elevando sua vibração, sua força e seu poder. Com este quadro em mente, por uns quantos minutos vocalizemos o poderoso mantra HAM, assim: HHHHAAAAAAAMMMMMMM.


4. Detemos agora uma parte dessa energia que desce desde o Absoluto nessa região e vamos canalizar uma outra parte pelos nadis Ida e Pingala até o Chakra Fundamental, no Lótus Muladhara. A luz espiritual, a energia poderosa que desce do Absoluto purifica, renova, limpa e faz vibrar intensamente as 4 pétalas desse centro, do Lótus Muladhara, onde dormita Kundalini-Shakti. Em seguida, vamos fazer a energia proveniente do Absoluto se expandir até inundar totalmente esse centro, alimentando e fortalecendo seus átomos. É como se um raio vindo do Absoluto, após entrar pela nossa cabeça, e descer até o pescoço, e dali até a base da coluna, iluminasse e passasse a alimentar com energia, amor e consciência todos os átomos, moléculas e células do nosso
Chakra Fundamental. Sintamos também como essa energia alcança e passa a
aquecer até os dedos dos pés. Assim, com esse quadro poderosamente
criado em nossa mente, vocalizamos o mantra LAM, ao menos por sete
vezes, assim: LLLLLLLAAAAAAAMMMMMMM.


5. Vamos, agora, fazer retornar essa energia para cima. Mantendo o quadro anterior, vamos fazer com que essa energia comece a se mover, a se encaminhar em direção ao Centro Esplênico, que é o Lótus do Baço. O retorno da energia se dá pelo canal central da medula. Quando essa luz alcançar o Chakra Svadhistana, sentimos ele despertar, se abrir, e suas 6 pétalas começam a vibrar intensamente, nas quais se vê as cores do arco-íris. Vamos também ver com o olho interior que essa luz limpa, purifica, vivifica, alimenta todos os átomos, moléculas e células dessa região. Mantendo vivo esse quadro, vocalizemos pelo menos por sete vezes o poderoso mantra VAM, assim: VVVVVVVAAAAAAAMMMMMMM.

6. Em seguida, essa energia divina, no seu retorno ascendente, sempre pelo canal central da coluna, dirige-se ao Plexo Solar, alcançando o Lótus Manipura, a Cidade das Jóias, iluminando e fazendo vibrar suas 10 pétalas douradas. Esta luz purifica as paixões humanas. Sentimos cada átomo ser vivificado pela energia ascendente, despertando os mais nobres sentimentos e emoções. Com este quadro em mente, vocalizamos o poderoso mantra RAM pelo menos por sete vezes, assim: RRRRRRRAAAAAAAMMMMMMM.

7. Prosseguindo sua trajetória para cima, ao longo da coluna, a energia chega agora ao Lótus de Anahata, despertando suas 12 pétalas esverdeadas. Essa luz ilumina o templo-coração do homem, acabando com as trevas, dando, em contrapartida, consciência, amor e fé. Trabalhamos intensamente a chegada dessa luz a esse centro do coração que se espalha em seguida por toda região, impregnando todos os seus átomos, moléculas e células com poderosa energia e vibração. Com esse quadro em mente, vocalizamos o mantra YAM pelo menos por sete vezes, assim: YYYYYYYAAAAAAAMMMMMM.

8. Quando a luz alcança esse chakra, do Centro Anahata, devemos dinamizar essa força, fazendo com que a mesma, ou que essa energia se expanda para além dos limites do corpo físico, vindo a ampliar e fortalecer nossa aura. Fazemos aqui, neste momento, uma irradiação de amor para todas as criaturas, numa universal comunhão de fraterno amor. Mantendo esse quadro de amor para todas as criaturas, vocalizamos o mantra OM, assim: OOOOOOOMMMMMMM.

9. Em seguida recolhemos essa energia que irradiamos para todo o planeta, num abraço fraterno a todas as criaturas, para o centro de nosso coração. Dali, ela prossegue sua trajetória até o centro laríngeo. Sentimos, neste momento, a energia retornar vibrante em direção ao Absoluto. Entoamos, novamente, por mais sete vezes, o mantra HAM.

10. Do centro laríngeo, a energia segue para o Lótus Ajna. Chegando ali, pronunciamos o mantra AHAM, assim: AAAAAAAHHHHHHHAAAAAAAMMMMMM.

11. Em seguida, fazemos a energia ascender ao Centro Sahasrara, no alto da cabeça, e vocalizamos o mantra SOHAM, assim: SSSSSOOOOOOOHHHHHHAAAAAAAMMMMMMM.

12. Ao fim da prática, em estado de arrebatamento, passamos a vocalizar OM MANI PÉME HUNG, primeiro em voz alta; depois, vamos reduzindo a altura do som, até continuarmos apenas vocalizando com a mente, enquanto entramos em profunda meditação.

Para finalizar fique a vontade para continuar em meditação, realizando outros mantrans, ou ainda em oração pela felicidade de todos os Seres.


Fonte:portalarcoiris.ning.com



2 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...